Como não estragar aquele momento no sexo casual?

1 732
Category: relacionamento, Sexy Written by: With: 0 Comments
Como não estragar aquele momento no sexo casual?

No sexo casual, não há compromisso, promessas de amor nem garantia de contato no dia seguinte. Mas é bom seguir certas regras para não estragar a relação. “Temos de ter a mesma etiqueta do dia a dia”, diz a psicóloga e sexóloga Raquel Câmara. Veja, na sequência, 10 dicas para curtir melhor o sexo sem compromisso.

01. HIGIENE: apresentar-se limpo e bem cuidado para o sexo parece uma prerrogativa básica. Porém, nem todo mundo dá a mesma atenção à higiene. E, às vezes, o sexo casual acontece na sequência da balada ou do barzinho, depois que o efeito do desodorante já expirou. Se as pessoas não se conhecem, fica difícil expor o problema. “A maneira mais sutil de contornar a situação é convidar o par para um banho”, sugere a ginecologista e sexóloga Glene Rodrigues, integrante da equipe do Cresex (Centro de Referência em Sexologia) do Hospital Pérola Byngton, de São Paulo (SP)

01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

02.  SEXO ORAL: nem sempre acontece sexo oral em um primeiro encontro. Nesse caso, na opinião do norte-americano Wayne James, autor do livro “Manly Manners: Lifestyle & Modern Etiquette for the Young Man of the 21st Century” (“Boas Maneiras Masculinas: Estilo de Vida e Etiqueta Moderna para o Jovem do Século 21″, a ser lançado em junho no Brasil), a regra de ouro é: “Faça para os outros o que gostaria que fizessem com você”. Para James, alguém jamais deve pedir sexo oral se não está disposto a oferecer

02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

03. MENSTRUAÇÃO: para algumas pessoas, transar durante o período menstrual não representa um problema, mas o melhor é sempre avisar da situação antes de ir para a cama. “Os parceiros sexuais devem ser informados de qualquer condição que impacte na satisfação mútua”, afirma o norte-americano Wayne James, autor do livro “Manly Manners: Lifestyle & Modern Etiquette for the Young Man of the 21st Century” (“Boas Maneiras Masculinas: Estilo de Vida e Etiqueta Moderna para o Jovem do Século 21″, a ser lançado em junho no Brasil)

3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

04. SEXO ANAL: entre os casais heterossexuais, o sexo anal costuma demorar mais para acontecer. Porém, se houver uma vontade comum, não há problema em sugerir a prática nos primeiros encontros (tanto o homem quanto a mulher). Contudo, como é mais comum o pedido vir do homem, é fundamental perceber se a mulher também está interessada e esperar o tempo certo. “Um homem educado pergunta se pode. Mas muitos fingem que erraram o lugar”, afirma a ginecologista e sexóloga Glene Rodrigues.

5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

05. ACESSÓRIOS ERÓTICOS: na primeira vez, o uso de acessórios eróticos não é completamente inadequado, mas requer cautela para não assustar o par. Se um dos dois aprecia esse tipo de brincadeira, pode propor ao outro. Para a psicóloga e sexóloga Raquel Câmara, da Universidade Veiga de Almeida, do Rio de Janeiro (RJ), o mais importante é ser autêntico e sem exageros. Antes de levar o “kit sex shop” com algema e chicote para a cama, sonde as preferências do outro. “Tem de ter o mínimo de sensibilidade para ver o perfil da pessoa com quem você está saindo”, diz ela.

6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

06.  ”JOGO DO ESPELHO”: no sexo casual, as pessoas não se conhecem suficientemente bem para saber as preferências de cada um. Para que a relação aconteça da melhor forma possível para os dois, a dica da ginecologista e sexóloga Glene Rodrigues é fazer o “jogo do espelho”. Isso significa observar como o parceiro age para poder acompanhar. “Preste atenção e vá retribuindo o que você recebe”, sugere. A orientação serve para carícias, sexo oral, intensidade dos toques etc.

9

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

07. PERGUNTAR SE FOI BOM: mesmo que subjetivamente os parceiros sexuais estejam sempre se avaliando, ninguém quer um relatório depois do orgasmo. O melhor é esquecer a pergunta clichê: “foi bom para você?”. Mas isso não quer dizer que você não possa comentar nada. “Os parceiros devem se elogiar antes, durante e depois do sexo. Isso contribui para uma boa transa”, diz o norte-americano Wayne James, autor de “Manly Manners: Lifestyle & Modern Etiquette for the Young Man of the 21st Century” (“Boas Maneiras Masculinas: Estilo de Vida e Etiqueta Moderna para o Jovem do Século 21″). Obviamente, se a experiência foi ruim, não há necessidade de falar. Basta não repetir o encontro.

10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

08.  DORMIR: quando o sexo casual acontece na casa de um dos parceiros, existe o dilema sobre dormir ou não juntos. Nem sempre é fácil pedir ao amante para ir embora depois do sexo. “Não precisa esperar o outro falar, sinalizar ou bocejar”, diz a psicóloga e sexóloga Raquel Câmara. Ela acredita que é preciso ter bom senso e perceber a hora de sair. Já a ginecologista e sexóloga Glene Rodrigues acha que, se você não quer que a pessoa durma na sua casa, é melhor convidá-la para ir ao motel.

11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

09. CAFÉ DA MANHÃ: depois de uma boa noite de sexo, caso a pessoa tenha ficado para dormir, é educado oferecer o café da manhã. Se não houver nada em casa, convite para fazer a primeira refeição do dia na padaria. “Geralmente, se a pessoa está interessada, vai estender até o café da manhã. Do contrário, sairá rapidinho”, diz a psicóloga e sexóloga Raquel Câmara. Se o encontro não foi tão bom quanto esperado e a ansiedade for para ficar só, o jeito é dizer, com delicadeza, que precisa sair para trabalhar ou tem algum compromisso.

12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10. DIA SEGUINTE: “No sexo casual, é proibido ter expectativas”, diz a psicóloga e sexóloga Raquel Câmara. Não alimente a ansiedade de que a pessoa entre em contato no dia seguinte. Quem está disposto a uma relação casual não tem como cobrar nenhuma atitude do outro. Se o sexo foi bom para os dois, provavelmente haverá um novo encontro, porém, o mais prudente, é não contar com isso, para evitar frustração. Se estiver com vontade de ligar ou escrever uma mensagem, faça isso, para mostrar que tem interesse em rever a pessoa. Do contrário, também não se sinta na obrigação de se manifestar.
13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe!

Comments

comments

About the author